FANDOM


Francisco José
Francisco José
Nome Completo Francisco José Corrêa
Nascimento 19 de abril de 1940 (77 anos)
Cidade de São Paulo, SP, Brasil
Ocupação Ator, dublador e diretor de dublagem
Atividade 1966-2005 e 2017-presente
Papéis Notáveis Slinky dos filmes Toy Story e Toy Story 2
Francisco José Corrêa (São Paulo, 19 de abril de 1940) é um ator, dublador e diretor de dublagem brasileiro.

Biografia Editar

Francisco José Corrêa nasceu em 19 de Abril de 1940, em São Paulo, Capital. Começou a carreira como ator, e entre seus trabalhos está a série Águias de Fogo da Tv Tupi de 1966. Nessa época as séries e filmes eram dublados para haver melhor qualidade de som, e Francisco José não conseguiu dublar a si próprio na série. Não satisfeito com aquilo tentou aprender a técnica nos estúdios da Aic em São Paulo, conseguindo, e então se torna dublador.

Nos anos de 1970 continuou na Aic, e também trabalhou na Álamo e Odil Fono Brasil. Depois foi para a Com-Arte nos anos de 1980, aonde ajudou a implantar o pagamento-hora no estúdio, dando exemplo para as outras casas de dublagem. Com o fechamento da empresa, e com sua reputação não muito boa por decorrência do pagamento-hora que implantou, e que o impossibilitou de dublar em outros estúdios paulistas, parte para o Rio de Janeiro, a intermédio do amigo Marcos Miranda, aonde vai para a Herbert Richers.

Na Richers também foi diretor de dublagem. Quando completou 10 anos de casa foi demitido. Em seguida foi contratado para ser diretor na VTI, no qual ficou apenas 7 meses na empresa. Voltou à Herbert em seguida para trabalhar apenas como dublador. Algum tempo depois foi contratado pela Cinevídeo para ser diretor de dublagem. Em 2005 ficou ruim da saúde e se afastou da dublagem, dublando esporadicamente. Logo em seguida teve problemas com os donos dos direitos autorais, pois se recusou a desistir de lutar pelos seus direitos, e assim foi vetado em todos os estúdios de dublagem, se aposentando. Em 2017, Francisco José saiu da reforma e começou de dublar novamente na Delart.

Francisco é casado e é pai de Pedro Henrique Corrêa, ele dubla até hoje em dia.

Trabalhos Editar

Entre seus trabalhos em desenhos, estão os personagens:

Panthro em ThunderCats

o Coronel Trautman em Rambo

Skywarp em Transformers

a segunda e mais frequente voz de Hugh, Pai do Taz em Taz-Mania

Dinkleberg em Os Padrinhos Mágicos

Baratreinador em As Meninas Superpoderosas

Pão-Duro McMoney em Duck Tales

Chefe em Hamtaro

Lex Luthor em Liga da Justiça e Liga da Justiça Sem Limites

Frank Sinatra em Um Rally Muito Louco e Robin Hood de Chicago

Laurence Olivier em Amor Entre Ruínas e O Mercador de Veneza

Christopher Lloyd em De Medico e Louco Todo Mundo Tem Um Pouco, Denis o Pimentinha e Uma Cilada Para Roger Rabbit

Robert Duvall em 60 Segundos

Kirk Douglas em A Cidade dos Desiludidos

Lee Van Cleef em Por Uns Dólares a Mais

Fred MacMurray em Se Meu Apartamento Falasse

Slinky em Toy Story e Toy Story 2

Sr. Tweedy em A Fuga das Galinhas

General Goldar (primeira voz) em Aladdin (Serie)

Harry Rule (Robert Vaughn) em The Protectors

Nino Schibetta (Tony Musante) em Oz - A Vida é Uma Prisão

Silvio Dante (Steven Van Zandt) em Família Soprano

Scooter em O Show do Muppets e Muppet - O Filme

Capitão Donald Cragen (Dann Florek) em Lei e Ordem

Almirante Piett (Kenneth Colley) em Star Wars Episódio V - O Império Contra Ataca (Primeira Dublagem) e Star Wars Episódio VI - O Retorno de Jedi (Primeira Dublagem)

Cookie em Atlantis: O Reino Perdido e Atlantis: O Retorno de Milo

Curiosidades Editar

  • Em 2005 ficou ruim da saúde e se afastou da dublagem, dublando esporadicamente. Logo em seguida teve problemas com os donos dos direitos autorais, pois se recusou a desistir de lutar pelos seus direitos, e assim foi vetado em todos os estúdios de dublagem (exceto na Wan Mächer onde seu irmão Leonardo José era o proprietário até 2008), se aposentando. Leonardo José falou o motivo do seu irmão se aposentar das dublagens. Domício Costa foi o único que defendeu Francisco José e se aposentou em protesto a favor de Francisco José em 2008.
  • Regressou a dublagem em 25 de janeiro de 2017.
  • Como quase a totalidade de seus colegas o chamavam por Chico José, passou a assumir esse como seu nome artístico.